Viva: A Vida é um Coco

30 01 2018

Todos nós sabemos que a parceria Disney/Pixar costuma render filmes maravilhosos e emocionantes (tá certo que aparecem uns tropeços no caminho, mas são raros). E o mais novo filme dessa parceria vai no caminho do sucesso absoluto, algo mais Divertida Mente e menos Carros 3.

Coco_poster

Viva: A Vida é uma Festa (Coco no original) traz a história de Miguel, um garoto de uma família de sapateiros (há pelo menos quatro gerações), mas que tem o sonho de ser um músico de sucesso, como seu grande herói Ernesto de la Cruz, o maior músico da história do México. Eu estava digitando um resumo do filme, mas vou completar a sinopse. Miguel acaba indo parar no mundo dos mortos, e vive lá grandes aventuras em busca de seu ídolo e retornar ao mundo dos vivos.

COCO

Não preciso dizer nada além disso, senão poderia estragar o filme. No começo tudo parecia normal. Só parecia. O desenho é Pixar de qualidade de ponta a ponta, com uma história cativante e emocionante, e personagens que te cativam sem esforço algum, além de músicas excelentes. Eu fiquei enrolando, mas AINDA BEM que vi no cinema, senão seria um daqueles que passaria a vida me arrependendo de não ter visto em tela grande.

MW-FY734_Coco_0_20171120145133_ZH

Outra nota aqui vai pra dublagem brasileira, MUITO boa como costuma acontecer em animações (sejam longas ou séries, normalmente o Brasil tem uma das melhores dublagens do mundo), sendo o motivo maior de eu SEMPRE abrir exceção para animações dubladas no cinema (filmes eu tenho uma resistência ENORME, mas os últimos filmes que vi no cinema tinham também ótimas dublagens).

coco (1)

Esse será outro na minha coleção de DVDs num futuro (não tão) próximo, e não vejo a hora de assisti-lo outra vez!





Divertida Mente *ou como a Pixar mostrou que ainda manja dos paranauê*

17 06 2015

Divertida Mente (Inside Out) é o 15º longa de animação da Pixar.

insideout-teaser-2-580x328

A Pixar sempre primou por trazer filmes maravilhosos, com histórias tocantes e divertidas (algumas nem tanto, vide Carros 2 ou Universidade Monstros). Mas mesmo os filmes ruins deles são um pouco acima da média. O caso é que nos últimos anos, após o lançamento de Valente, a Pixar parecia encarar problemas. Universidade Monstros não teve a recepção que esperavam, a produção de Newt foi cancelada e Os Bons Dinossauros teve seu lançamento adiado. Parecia que a Pixar estava enfrentando uma crise de meia idade. Mas agora podem esquecer isso.

Oi Alegria!

Oi Alegria!

Divertida Mente mostra que, além de estarem com a mesma pegada de sempre, eles ainda provam porque são os mestres em nos fazer, num curto espaço de tempo, chorar de rir e ir às lágrimas de tristeza. Isso eles fazem como ninguém!

O filme trata da garota Riley e seus sentimentos. Mas os sentimentos de modo, digamos, palpável. E vemos como trabalham a Alegria, a Tristeza, o Raiva, a Nojinho e o Medo enquanto Riley vai crescendo. Porém, um problema sério no Centro de Comando faz com que as coisas saiam de controle.

DEU RUIM

DEU RUIM

Não vou além disso, porque qualquer coisa que eu disser pode estragar a aventura. Sim, aventura mesmo, é isso que o filme nos leva.

Gosto de tudo da Pixar, mas sempre tenho uma tríade acima: Toy Story 3, Up e Wall-E. E agora Divertida Mente se encaixa no mesmo patamar dessas três obras de arte cinematográficas. Parabéns, Pixar!