Breves Comentários sobre o Cancelamento de Sense8

2 06 2017

Ontem a Netflix anunciou, repentinamente, o cancelamento de uma de suas séries mais assistidas (ao menos aqui no Brasil, e acho que ESSE é o ponto chave pra se iniciar a discussão), Sense8. Anteriormente The Get Down também havia sido cancelada pelo serviço de streaming (e estúdio nas horas vagas, lançando título atrás de título original nos últimos tempos, entre séries e filmes).

Obviamente os fãs caíram matando contra isso. Entendo a revolta dos fãs, mas só até certo ponto. Colocar isso como um desserviço a certas minorias (em ambos os casos, tanto Sense8 quanto The Get Down) pode até ter lá sua razão, porém o que importa DE VERDADE para a Netflix e seus acionistas é: o quanto de retorno financeiro elas estão dando? Além, claro, de diversos problemas durante a produção das séries, o quanto isso afeta na qualidade ou, novamente, no RETORNO FINANCEIRO a essa galera?

Gente, vamos lá: chega de ver a Netflix como uma pessoa e passem a ver como ela SEMPRE foi: uma empresa de capital aberto. E empresas visam LUCRO, e não apenas likes em redes sociais ou discursos (que em certo âmbito ela REALMENTE o fez, não posso negar). Mas por favor, PAREM DE ACHAR QUE TUDO ISSO É UM COMPLÔ CONTRA AS MINORIAS, NÃO É NADA DISSO!!

Há quem diga que foi absurdo renovarem 13 Reasons Why e cancelarem as outras duas. Provavelmente isso ocorreu porque 13 Reason DEU RETORNO AOS CARAS, enquanto as outras duas encararam problemas que davam mais dores de cabeça do que retorno a eles.

Querem reclamar por terem ficado sem um final digno? Ok, tem meu apoio. Querem partir pro outro lado? Não contem comigo. Desculpem, mas acho que é um exagero brutal isso tudo.

Anúncios