Breves Comentários sobre Batman v Superman

22 06 2016

Certa vez eu fiz aqui uma longa defesa de um trailer de Batman v Superman. Após ver o filme eu CONTINUO defendendo, mesmo com ressalvas. Eu realmente acho que a DC está tentando um caminho diferente da Marvel, fazendo a coisa toda acelerada demais em minha visão. Mas como eles conseguem, mesmo assim, amarrar bem a coisa toda creio que não afeta o resultado geral: um grande filme de super-heróis e que, pra mim, tirou o medo que muita gente tinha com relação a Ben Affleck e Gal Gadot.

BvS trindade

Vou na contramão de muitos de meus amigos ao pensar assim, mas eu acho que a crítica que muitos fizeram ao filme é extremamente exagerada, assim como foi com Man of Steel anteriormente. A DC consegue juntar a trindade num mesmo filme de forma realmente interessante, mesmo que em alguns momentos o Batman de Ben Affleck pareça extremamente distante de sua contraparte nas HQs. Mas levemos em conta que ele viu pessoalmente o estrago que o Superman e Zod fizeram em Metrópolis e as diversas mortes causadas pela briga insana dos kryptonianos. Isso deixou Bruce Wayne, que já era o Batman há anos, realmente puto e com vontade de acabar com o Supinho pela destruição desenfreada e as mortes. Ele usou toda a sua força e dinheiro pra conseguir kryptonita pra levar seus planos adiante. Aí houve quem criticasse Bruce Wayne/Batman por ser manipulado por Lex Luthor. Gente, Lex Luthor é uma das mentes mais brilhantes da DC caso vocês não saibam, viu?

BvS Luthor

O problema todo está em que muita gente não conseguia enxergar os personagens de modo geral nos filmes, principalmente o Superman. Mas à partir do momento em que é dito ser uma adaptação eu creio que certas mudanças estão dentro do normal. Exemplo: o final de Watchmen – filme vs HQ. O final do filme, como disse num post sobre Watchmen, é mais crível. Temos o inimigo em comum exatamente o Dr. Manhattan ao invés de uma invasão alienígena. Eu particularmente achei fantástica essa modificação! Já a questão do Superman é que ele, em alguns momentos, parece estar deslocado do planeta em que foi criado desde bebê. Mas isso, pra mim, o torna também mais crível do que ele parecer plenamente humano mesmo com todos os poderes incríveis que ele tem.

Já li por aí que a versão estendida do filme deixa a coisa toda melhor do que a versão do cinema. Espero que realmente o torne um melhor filme, mas eu ainda penso diferente de quem diz que isso o tornará um filme realmente bom, porque isso ele já o é.

Update: assisti nesse fim de semana a versão Ultimate Edition do filme. Eu disse ali em cima que essa versão tornava o filme ainda melhor segundo diziam pelas interwebs, e isso se confirmou. A meia hora a mais de filme cobre completamente alguns furos que o filme que foi pro cinema deixava, mas não de um modo simples: eu digo que torna ele um filme completamente diferente do que vimos. Alguns amigos meus criticam o filme pelo modo como a luta dos dois parece sem sentido, que eles brigam sem muita razão. Em minha opinião essa versão explicita mais ainda as visões que Clark Kent tem do Batman e o ódio de Bruce Wayne ao Superman, ambos magistralmente manipulados por Lex Luthor. A explicação à cena da explosão do Capitólio FINALMENTE é dada, e faz TODO O SENTIDO. O destino de Lex Luthor no fim do filme, e ainda mais o porque dos “sinos estarem tocando e não podem ser parados” também mostra que NADA do que foi cortado poderia ter sido deixado de lado, mesmo com o filme ficando com 3 horas de duração.





Um Doran Sem Planos Não É um Doran Feliz

13 06 2016

Em diversas conversas com uma amiga eu sempre toco num ponto sobre Game of Thrones: Doran Martell e o núcleo de Dorne como um todo na série. Spoilers no texto para quem não leu os livros.

Dark Spoilers

Até a luta entre a Víbora Vermelha e a Montanha o núcleo de Dorne vinha tendo um papel dos mais interessantes, incluindo a “incapacidade” de Doran Martell de tomar uma atitude depois da morte de seu irmão Oberyn em Porto Real. Mas quem leu os livros sabe que nada é o que parece, e que Doran na verdade tem um dos estratagemas mais interessantes até o final do quinto livro. Tá certo que ao menos duas partes desse plano falham miseravelmente (a tentativa de coroar Myrcella e a ida de Quentyn para Meereen para tentar casar com Daenerys), mas ainda assim ele TEM UM PLANO para derrubar os Lannister e coroar um Targaryen no lugar, mostrando que os Martell sempre estiveram ao lado dos Dragões mesmo após a queda de Aerys “The Mad King” Targaryen.

Doran-Martell-Alexander-Siddig-Game-of-Thrones-570x294

Sonhando com uns planos aqui

Além dos planos de Doran nos livros, há também o fator de sua filha, Arianne Martell, uma das grandes armas dele após os dois planos anteriores fracassarem. Em troca de uma política de “boa vontade” após a morte de Oberyn, Doran indica Nymeria Sand para o pequeno conselho de Tommen Baratheon na vaga que ficou após a morte de seu pai Oberyn. Em suma, Doran tinha uma teia intrincada de planos para acabar com os Lannister e colocar um Targaryen no poder, de preferência com um Martell casado (primeiro com o falecido Viserys e depois com Daenerys).

Mas na série cerca de 100% de tudo isso é jogado fora. Arianne não existe, as Serpentes da Areia são reduzidas apenas às filhas de Ellaria Sand com Oberyn Martell, e com um carisma idêntico ao da Kristen Stewart. Doran em alguns momentos aparenta ter alguma coisa em mente, mas antes de talvez resolver colocar qualquer coisa em prática é assassinado por Ellaria, assim como Areo Hotah e Trysane Martell. Ela também envenena mortalmente Myrcella Baratheon, reduzindo o núcleo de Dorne a meros coadjuvantes de péssimo gosto, jogando todo o carisma de Oberyn no lixo com essas ações.

Doran_being_stabbed

ISSO É PELA SUA FALTA DE PLANOS!

Agora fica a pergunta: com Ellaria e suas filhas assumindo o controle de Dorne, como fica o núcleo após o fim dessa sexta temporada? Eu não vejo nada de bom saindo daí mais.