The Best of 2011

2 01 2012

E ressuscitando de vez esse blog, há tanto tempo parado, venho aqui trazer o que de melhor eu tive em 2011, culturalmente falando. Seja em relação à música, ao cinema ou a literatura.

 

MÚSICA

 Tivemos ótimos lançamentos musicais em 2011. Vou citar aqui os cinco discos que me fizeram pirar de certa forma durante o ano.

 

Wasting Lights – Foo Fighters

 Primeiro grande lançamento de 2011. Dave Grohl e sua trupe resolveram inovar. Agora com uma sonoridade stoner, o disco surpreendeu pelo peso, incomum a sonoridade da banda, mas longe de perder a qualidade que sempre demonstrou ter desde o primeiro álbum. Wasting Lights recebeu diversas críticas positivas em todo o mundo, o que acabou lhe rendendo seis indicações ao Grammy. Os destaques do disco ficam com White Limo, Walk, Rope e Dear Rosemary.

 

Deconstruction – Devin Townsend Project

 Quando eu soube que o louco chamado Devin Townsend lançaria um novo disco em 2011, já fiquei de olhos abertos, esperando para ouvir o que vinha por aí. Mas nada havia me preparado para isso. Uma masterpiece em nove músicas, recheada de participações especiais (cito aqui o Mikael Åkerfeldt do Opeth e Floor Jansen do ReVamp). Não tem como não se divertir ao ouvir a faixa-título do álbum, ou como não bater cabeça ouvindo as incríveis Planet of the Apes e Sumeria. Um disco imperdível!

 

The Hunter – Mastodon

 Depois de ouvir o Deconstruction, achei que nenhum álbum se aproximaria dele. Ledo engano: o Mastodon lançou The Hunter, um disco incrível! Assim como o Foo Fighters, o Mastodon mudou um pouco a sua sonoridade, mas sem perder a qualidade. De ponta a ponta, o disco é impecável. Os destaques ficam por conta da faixa-título The Hunter, Black Tongue e Stargasm. Recomendadíssimo!

 

Lulu – Lou Reed e Metallica

 Muitos vão estranhar ou chiar, mas eu realmente gostei muito desse projeto. É audacioso, corajoso e… muito complexo. Lou Reed e Metallica não têm nada a ver um com o outro. Reed é um trovador moderno, desde a época do Velvet Underground. O Metallica é uma das maiores bandas de metal da história. Como esse disco poderia dar certo? Simples: a química. Apesar dos estilos completamente diferentes, a junção tornou a coisa toda muito divertida! Insisto: é um disco difícil de ouvir pra quem não está acostumado à experimentação, mas àqueles que têm coragem, recomendo! Destaques para Iced Honey, The View e Junior Dad.

 

Riding a Black Unicorn Down the Side of an Erupting Volcano While Drinking from a Chalice Filled with the Laughter of Small Children! – Voltaire

 O nome soa completamente bizarro, e deve ser o disco com maior nome da história da música. Mas foi ao ler isso que eu resolvi ouvir esse disco do cubano Voltaire. Não me arrependi. Voltaire é uma banda de dark-cabaret, fundada pelo cubano Aurelio Voltaire Hernández. Riding a Black Unicorn… é o oitavo disco da banda, lançado ano passado. Quando ouvi a faixa-título (com o nome abreviado mesmo) me encantei de modo automático, e o coloquei como o lançamento mais interessante de 2011 (não o melhor disco, que ainda não decidi qual é). Recomendado amplamente aos ouvintes que gostam de músicas divertidas e boas!

 

CINEMA

 2011 foi um ano muito bacana! Filmes e animações disputaram cabeça a cabeça para entrar nessa lista dos cinco melhores do ano. Não vou colocar em ordem, porque eu mesmo não sei quem foi o melhor, segundo melhor, etc. Então, vou por ordem de lançamento durante o ano!

 

Enrolados (Tangled)

 A Disney/Pixar começou o ano com esse belo lançamento. A história da princesa Rapunzel aqui é contada com o humor já mais do que conhecido da Pixar, e com personagens cativantes e um roteiro muito bom!

 

Piratas do Caribe: Navegando em Marés Estranhas (Pirates of the Caribbean: On Strange Tides)

 Esse quarto filme da série (da qual sou fã desde 2003, quando o primeiro filme foi lançado) trouxe de volta grande parte do espírito do primeiro filme, “A Maldição do Pérola Negra”. Dessa vez, o vilão é o temível Barba Negra, interpretado com maestria pelo ator Ian McShane. Johnny Depp volta como o capitão Jack Sparrow e Geoffrey Rush como Barbossa.

 

Kung-Fu Panda 2

 O contra-ataque da Dreamworks foi devastador. Agora já declarado como o Dragão Guerreiro, Pó deve se juntar aos Cinco para enfrentar um novo perigo: o temível Lorde Shen, um pavão com intenções nada agradáveis: acabar com o kung-fu e dominar a China. A turma de dubladores se mantém a mesma do primeiro filme, e Lorde Shen é dublado por Gary Oldman.

 

Sem Limites (Limitless)

 O que você faria se conseguisse uma droga que liberasse 100% de sua capacidade cerebral, mesmo que isso lhe custasse um preço alto a se pagar? Esse é o mote para esse filme, a grande surpresa de 2011. Bradley Cooper vive um escritor com problemas sérios para começar um livro e que acaba conhecendo o NZT, uma droga capaz de liberar completamente as atividades neurais. No elenco também temos Robert DeNiro.

 

O Homem do Futuro

Filme nacional, protagonizado pelo sensacional Wagner Moura. Um cientista tenta criar uma nova forma de energia limpa e mais barata. Porém, um acidente acaba por mandá-lo de volta ao passado. Ao SEU passado. Ele, então, tenta consertar um erro que lhe custou parte da sanidade, graças a uma garota (vivida por Alinne Moraes). Mas isso destrói o seu futuro, e assim ele precisa tentar arrumar tudo outra vez (lembra muito Efeito Borboleta). Um filme imperdível!

 

MENÇÃO HONROSA: O Rei Leão 3D (The Lion King 3D)

 Um relançamento, mas vale a menção honrosa pelo lado sentimental que o filme proporcionou. Nem preciso dizer do que se trata, certo? TODO MUNDO viu esse filme alguma vez na vida! E poder assisti-lo no cinema foi a realização de um sonho. Graças a isso, ele entra aqui na lista!

 

LITERATURA

 Com o incrível número de 37 livros lidos em 2011 (alguns deles releitura), acho que dá pra citar aqui as leituras mais prazerosas que tive. Aqui vou me estender um pouco mais, porque é muita coisa pra dizer!

 

Coleção Percy Jackson e os Olimpianos

 Seis livros (incluindo o Arquivos do Semideus). Mas a história do filho de Poseidon Perseu Jackson, ou Percy, é incrível. Após descobrir que é o filho de um deus Olimpiano, Percy vai parar no Acampamento Meio-Sangue. Lá, ele faz novas amizades e descobre que fará parte de uma batalha que pode levar ao fim do mundo como o conhecemos. Rick Riordan nos dá uma leitura dinâmica e divertidíssima! A história segue agora na nova coleção, intitulada “Os Heróis do Olimpo”.

 

Série A Torre Negra

 Stephen King nos brinda nessa coleção com uma história arrebatadora. Acompanhamos a caminhada de Roland Deschain, o último pistoleiro, em busca da Torre Negra. Ele precisa percorrer um longo caminho até chegar lá, encontrar pessoas para seu ka-tet e enfrentar duras decisões para realizar seu feito.

 

Série Artemis Fowl

 Artemis Fowl II, o gênio mirim do crime. Um garoto nada ordinário, com uma mente brilhante. Após o desaparecimento do pai próximo a Sibéria, ele resolve assumir os negócios da família e reerguer a fortuna dos Fowl. Para isso, ele vai mexer com pólvora acesa: seqüestrar um ser do povo das fadas e pedir o resgateem ouro. Maso que ele não esperava é que apareceria em seu caminho a capitã Holly Short, da LEPrecon. Muitas aventuras e desventuras seguem esses dois durante um bom tempo. E Artemis descobre que não necessariamente ser bandido é o caminho mais interessante em sua vida. Escrito pelo irlandês Eoin Colfer, a série é divertidíssima e com personagens cativantes!

 

As Crônicas de Gelo e Fogo

 Armações, traições, mortes. “Quando se joga o jogo dos tronos, ou você vence ou morre”. Um reino enorme, com um soberano chamado de Usurpador e muita coisaem jogo. Ahistória que George R. R. Martin criou é uma das mais sensacionais já vistas. Você nunca sabe o que te espera no reino de Westeros pode lhe mostrar. Nunca imagina o que pode se esconder atrás da Muralha. E não faz idéia do perigo que vem dos povos livres. Quando se começa a ler, é impossível parar!

 

Aí estão. Tudo o que posso dizer (culturalmente falando) sobre meu 2011.

Ano que vem tem mais!

Anúncios