Minha visão sobre o Oscar 2011

1 03 2011

E lá se foi o Oscar 2011.

Poster da premiação.

Poster da premiação.

 

A premiação da Academia, de um modo geral, não tem mais a força que tinha outrora, mas ainda tem um peso enorme pra muita gente. Eu não me incluo, mas ainda acho o Oscar divertido.

Esse ano, os grandes favoritos eram “O Discurso do Rei”, “A Rede Social”, “Cisne Negro” e “Bravura Indômita”.

Então, vamos primeiro aos indicados e vencedores. Os vencedores estarão em negrito. Os links levarão direto ao site do Omelete.

Melhor filme

Melhor diretor

Melhor ator

Melhor atriz

Melhor ator coadjuvante

Melhor atriz coadjuvante

Melhor roteiro original

Melhor roteiro adaptado

Melhor longa animado

Melhor filme em lingua estrangeira

Melhor direção de arte

Melhor fotografia

Melhores efeitos visuais

Melhor figurino

Melhor montagem

Melhor maquiagem

Melhor documentário

Melhor documentário em curta-metragem

  • Killing in the Name
  • Poster Girl
  • Strangers no More
  • Sun Come Up
  • The Warriors of Qiugang

Melhor curta-metragem

  • The Confession
  • The Crush
  • God of Love
  • Na Wewe
  • Wish 143

Melhor animação em curta-metragem

  • Day & Night
  • The Gruffalo
  • Let’s Pollute
  • The Lost Thing
  • Madagascar, Carnet de Voyage

Melhor trilha sonora

Melhor canção original

Melhor edição de som

Melhor mixagem de som

 

Esse ano o Oscar estava ligeiramente previsível. “O Discurso do Rei” levou 4 estatuetas, empatado com “A Origem”, mas esse último levou prêmios técnicos (com justiça, o filme foi uma obra-prima visual, além da excelente história). “A Rede Social” levou 3 estatuetas. A história de como o excêntrico e inescrupuloso Mark Zuckeberg virou um bilionário não foi páreo para a bela história do príncipe Albert vence a gagueira para se tornar o homem que declara guerra à Hitler.

Já “Cisne Negro” levou apenas uma estatueta, apesar da badalação que o filme teve em volta dele, principalmente da atuação emblemática de Natalie Portman, que lhe rendeu o Oscar. “O Vencedor” terminou a noite com duas estatuetas, para seus atores coadjuvantes. Christian Bale, nosso Batman, levou seu primeiro prêmio.

“A Origem”, com seus prêmios técnicos, fez bonito, mesmo ele merecendo mais do que isso.

E esse ano, o que será que terá de bom para a premiação do ano que vem?

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: