Um hotel muito louco *ou O Iluminado*

28 10 2010

Stephen King.

Anteriormente, antes de eu redirecionar o blog, prometi um post só sobre esse gênio da literatura. Mas o tempo passou, e ficou só com o post sobre o livro e o filme “Christine”.

O tempo passou, e nada do Mr. King voltar por aqui.

Mas isso acaba agora.

Semana de halloween, nada melhor que um filme de terror, não acham?

Então, o filme de hoje é “O Iluminado”, versão de 1980, dirigido pelo incrível Stanley Kubrick.

O filme tem diversas diferenças com relação à obra de King, mas nada que atrapalhe o bom andamento da película.

A história trata da família Torrance: Jack (vivido por um magnífico Jack Nicholson), Wendy (Shelley Duvall) e o garoto Danny (Danny Lloyd). Jack, muito tempo desempregado graças a seus ataques de raiva, ligado a seu alcoolismo, consegue um trabalho: cuidar do hotel Overlook, que durante o inverno permanece fechado graças às grandes camadas de neve, que impedem a chegada até lá. Ao chegarem no hotel, são apresentados a Dick Halloran (Scatman Crothers), cozinheiro-chefe do hotel. Ele nota que Danny possui um tipo de poder que ele chama de “ser iluminado”, e pede que Danny tenha cuidado nessa estadia dele no hotel.

Jack é um escritor, e está trabalhando em um romance já a algum tempo. Ele continua a trabalhar na obra enquanto toma conta do hotel. Mas algumas coisas começam a ficar estranhas. Uma mulher num dos quartos, festas no salão e irmãs que convidam Danny para uma brincadeira. O hotel passa a ter um lado macabro, e Jack parece ceder a ele.

Tido como um dos melhores filmes de terror de todos os tempos, “O Iluminado” ainda prima pela atuação, se não a mais, ao menos uma das mais convincentes da história do cinema: Jack Nicholson como Jack Torrance. O cuidado, as algúrias e a loucura do personagem eram dignas de, ao menos, uma indicação ao Oscar. Mas ele foi preterido pela Academia.

Vamos a cena marcante do filme!

Poderia ser a cena em que Danny, em seu passeio de triciclo, dá de cara com as irmãs do inferno? Sim. Poderia ser a cena do quarto 237? Sim. Ou a do banheiro, em que Jack é atacado? Também.

Mas nenhuma cena nesse filme é superior ao ataque insano de Jack à Wendy, quando ela se tranca num dos banheiros. A loucura de Jack Nicholson ficará gravada eternamente na mente de quem assistiu a essa cena.

A cena se inicia quando Wendy foge de Jack e tranca-se no banheiro. Jack, com um machado na mão, para em frente a porta e dá uma de lobo-mau em frente a casa dos porquinhos. Ele diz algo como “Wendy, deixe-me entrar. Não vai deixar? Então eu vou soprar, soprar, até sua casa derrubar”. E começa a atacar a porta à machadadas. Wendy, que encontrou uma faca, pega-a, e grita desesperadamente enquanto Jack destrói a porta. Quando ele consegue abrir um buraco na porta, ele coloca a cabeça lá e diz a Wendy “Aqui está o Johnny!”, e tenta abrir a porta. Ao fazer isso, Wendy faz um corte em sua mão com a faca. Ele enlouquece de raiva, mas sai dali ao perceber a chegada de uma visita indesejável.

Bom, isso foi “O Iluminado”!

Amanhã, mais um filme.

Anúncios

Ações

Information

2 responses

20 02 2015
Nicole

HERE’S JOHNNY! I I Ò.Ó I I
Esse filme é espetacular! Vi ano passado e na sequência li o livro e realmente são BEM diferentes! Tanto filme quanto o livro são excelentes a sua maneira, concorda? Só achei meio meh a Wendy no filme, muito passiva. No livro ela fica indecisa em algumas situações, mas no final toma suas decisões e traça um objetivo (tirar Danny do Hotel o mais rápido possível). E no filme aquele lenga lenga, toda hora choramingando “Jacky…. Jackyy… ”
Affe -.-
Mas tirando isso, 100%!

Quem não ficou muito feliz com o filme foi o próprio Stephen King, né? Mudaram muito a história e o autor ficou bolado :O rsrs

Por acaso você já ouviu o Nerdcast sobre o Stephen King? Pra mim foi um dos melhores ❤ Me instigou a ler as obras do SK. Depois se der dá uma conferida! 😀

E a continuação "Dr. Sleep" você pretende ler agora ou vai deixar amadurecer um pouco mais?

Beijos :*

20 02 2015
Will Sparrow

Poucos fãs do King conseguem separar livro e filme. No grupo do King que estou no facebook vira e mexe fazem essa comparação criticando o filme, e uma parte sai em defesa dele. Eu sou um desses: acho filme e livro fantásticos ao seu modo! E concordo: a Shelley Duvall não convenceu como Wendy, infelizmente. Mas isso não tira o brilho do filme como um todo!!

Sim, King passou anos criticando ferozmente a adaptação, até que fizeram ele se cansar disso UHAUAHAUHAUAHUAHAUHA. Mas entendo o lado dele, o Kubrick realmente mudou muita coisa da obra, e autor nenhum gosta disso.

Sim, fiz questão de ouvir esse nerdcast numa viagem de volta da cidade da minha namorada pra cá!! Quase ouvi de novo. Aliás, acho que vou fazer isso um dia desses! XD

Sobre “Dr. Sleep”: já li. E achei uma ótima continuação. Não tem o tom de terror que “O Iluminado” tem, mas é tenso ao seu modo. E ver o Danny crescido foi um grande momento da minha vida de leitor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: