Um hotel muito louco *ou O Iluminado*

28 10 2010

Stephen King.

Anteriormente, antes de eu redirecionar o blog, prometi um post só sobre esse gênio da literatura. Mas o tempo passou, e ficou só com o post sobre o livro e o filme “Christine”.

O tempo passou, e nada do Mr. King voltar por aqui.

Mas isso acaba agora.

Semana de halloween, nada melhor que um filme de terror, não acham?

Então, o filme de hoje é “O Iluminado”, versão de 1980, dirigido pelo incrível Stanley Kubrick.

O filme tem diversas diferenças com relação à obra de King, mas nada que atrapalhe o bom andamento da película.

A história trata da família Torrance: Jack (vivido por um magnífico Jack Nicholson), Wendy (Shelley Duvall) e o garoto Danny (Danny Lloyd). Jack, muito tempo desempregado graças a seus ataques de raiva, ligado a seu alcoolismo, consegue um trabalho: cuidar do hotel Overlook, que durante o inverno permanece fechado graças às grandes camadas de neve, que impedem a chegada até lá. Ao chegarem no hotel, são apresentados a Dick Halloran (Scatman Crothers), cozinheiro-chefe do hotel. Ele nota que Danny possui um tipo de poder que ele chama de “ser iluminado”, e pede que Danny tenha cuidado nessa estadia dele no hotel.

Jack é um escritor, e está trabalhando em um romance já a algum tempo. Ele continua a trabalhar na obra enquanto toma conta do hotel. Mas algumas coisas começam a ficar estranhas. Uma mulher num dos quartos, festas no salão e irmãs que convidam Danny para uma brincadeira. O hotel passa a ter um lado macabro, e Jack parece ceder a ele.

Tido como um dos melhores filmes de terror de todos os tempos, “O Iluminado” ainda prima pela atuação, se não a mais, ao menos uma das mais convincentes da história do cinema: Jack Nicholson como Jack Torrance. O cuidado, as algúrias e a loucura do personagem eram dignas de, ao menos, uma indicação ao Oscar. Mas ele foi preterido pela Academia.

Vamos a cena marcante do filme!

Poderia ser a cena em que Danny, em seu passeio de triciclo, dá de cara com as irmãs do inferno? Sim. Poderia ser a cena do quarto 237? Sim. Ou a do banheiro, em que Jack é atacado? Também.

Mas nenhuma cena nesse filme é superior ao ataque insano de Jack à Wendy, quando ela se tranca num dos banheiros. A loucura de Jack Nicholson ficará gravada eternamente na mente de quem assistiu a essa cena.

A cena se inicia quando Wendy foge de Jack e tranca-se no banheiro. Jack, com um machado na mão, para em frente a porta e dá uma de lobo-mau em frente a casa dos porquinhos. Ele diz algo como “Wendy, deixe-me entrar. Não vai deixar? Então eu vou soprar, soprar, até sua casa derrubar”. E começa a atacar a porta à machadadas. Wendy, que encontrou uma faca, pega-a, e grita desesperadamente enquanto Jack destrói a porta. Quando ele consegue abrir um buraco na porta, ele coloca a cabeça lá e diz a Wendy “Aqui está o Johnny!”, e tenta abrir a porta. Ao fazer isso, Wendy faz um corte em sua mão com a faca. Ele enlouquece de raiva, mas sai dali ao perceber a chegada de uma visita indesejável.

Bom, isso foi “O Iluminado”!

Amanhã, mais um filme.