Um palhaço e um cara vestido de morcego *ou The Dark Knight*

22 10 2010

Sim, eu já falei amplamente sobre esse filme num post anterior. Mas esse filme me marcou profundamente. Por que? Vejamos à seguir.

Primeiro, todo o hype criado em torno do filme. Seja durante à escolha do elenco, seja no fantástico marketing viral feito até a estréia, o filme me fez esperá-lo como uma criança desde que saí da sala de cinema, no final de Batman Begins. O poder exercido pelo personagem Coringa é algo fora do comum, sério.

Segundo, o próprio Coringa, vivido no filme pelo falecido ator Heath Ledger. Todo o trabalho de criação do personagem, que rendeu a Ledger um problema sério de saúde que, dizem culminou em sua morte, foi nada além de perfeito. Pode ser que a morte do Ledger tenha criado toda uma aura de deus em torno do personagem, mas o resultado final é incrível. Ele é caótico, completamente louco e sádico. Provavelmente diferente do Coringa de Jack Nicholson ou até mesmo dos quadrinhos. Exceto, creio eu, o da genial HQ “A Piada Mortal”, do não menos genial Alan Moore. Recomendo que os fãs que ainda não leram, procurem e façam um favor a si mesmos.

Enfim, esses são motivos, pra mim, de sobra para esse filme ser o começo dessa série.

Agora, vamos a cena especial do filme em minha opinião.

Eu tive trabalho em decidir uma. Existem, no mínimo, três cenas marcantes. O discurso do Coringa, no hospital, convencendo Harvey Dent de que o culpado de tudo o que aconteceu a ele era não um palhaço sádico, e sim os planos e idéias de outros, como Jim Gordon e o Batman. A perseguição ao camburão em que estava Harvey, onde o Coringa e Batman tem um embate incrível e um final explosivo. Mas a cena mais marcante é o encontro dos maiores mafiosos de Gotham, e a aparição do Coringa lá para colocar-se à disposição deles. Vamos à explicação.

Vamos analisar essa cena por partes.

Primeiro, a chegada do Palhaço.

Ele chega rindo, todo sarcástico. Ao ser ameaçado por Gambol (Michael Jai White), ele propõe um truque de mágica. Um dos homens de Gambol vai até ele, e a mágica é feita. Se a cena acabasse aí, já seria uma das melhores da história. Mas ela prossegue. Gambol não se intimida, mas Chechen (Richie Coster) opta por ouvir o que o Jóquer tem a dizer.

Segundo, volta no tempo.

O Coringa, então, pede que voltem no tempo em um ano. Ele diz que a polícia ou a justiça não ousava ameaçá-los naquela época. “Então, o que aconteceu? Vocês perderam seus culhões?”. Frase nada mais que hilária. Mas Gambol não pensa assim. O Bobo, o Palhaço, continua sua explicação. Diz que sabe muito bem o porque eles fazem suas reuniões, ou “grupo de terapia” durante o dia: Batman. O medo que aqueles homens tem do homem-morcego causa isso.

Terceiro, a proposta.

Ele então diz o que até mesmo o Capitão Óbvio já sabe: a proposta dele aos desesperados bandidos é apenas uma: matar Batman. Não de graça, como ele mesmo deixa claro. Os outros, claro acham isso loucura. O  Coringa diz que não. Ele fala outra frase que arranca lágrimas de rir: “Devemos fazer isso agora, ou nosso… Gambol, bem aqui, não poderá dar nem mesmo uma moeda a sua avó.”.

Quarto, a cartada.

Gambol explode de raiva. E resolve ir pra cima do Palhaço. Mas isso não se mostra uma idéia muito inteligente. O Coringa mostra que não foi até lá sozinho à toa: uma quantidade de granadas sob sua capa. Basta ele puxar a corda e “BUM!”. Gambol, então, o ameaça: 500.000 dólares pelo corpo do Coringa. 1 milhão se o entregarem morto.

Por fim, a saída.

O Coringa não se intimida. Entrega um “cartão de visitas” aos nobres mafiosos e sai de cena.

Então, é isso.

Em breve, uma nova grande cena comentada por aqui!

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: