Os X-Men da TV (ou Heroes)

20 10 2008

Em 2006, o canal estadunidense NBC passou a exibir uma série que, se não tinha uma idéia exatamente original (pessoas que ganham superpoderes de uma forma estranha… mutantes? X-Men?), pelo menos não pecou ao demonstrar que eram pessoas mais comuns do que imaginávamos, e isso foi a grande sacada da série: ali iniciava-se Heroes.

Heroes
Onde tudo começou…

Basicamente, pessoas desconhecidas, tanto um do outro como de um modo geral, passaram a perceber que possuíam poderes: voar, ler mentes, super força… citando apenas alguns. Com o passar do tempo, a trama vai tomando forma. Um dos personagens tem o poder de pintar o futuro, e ele mostra uma bomba explodindo Nova Iorque. Então, outro dos personagens, com o poder de controlar o continuum espaço/tempo, volta no tempo e avisa que devem salvar a cheerdleader, para poderem salvar o mundo. E então, somos apresentado ao “matador de seres com poderes”, que faz isso para poder tomar deles seus poderes. O tempo passa, e entendemos que aquela bomba que explodirá Nova Iorque é um dos personagens centrais da trama, e aí a série dá uma nova guinada: a tentativa de evitar essa explosão!
Na segunda temporada, eles tem que evitar que um vírus seja espalhado, e que causaria a morte de quase toda a população mundial. Novos personagens surgem, entre heróis e vilões, mas o ritmo de ação/aventura dá uma queda, um pouco influído pela greve dos roteiristas em Hlooywood.
E algumas semanas atrás iniciou-se a terceira temporada. Novas aparições, retornos inesperados e o retorno de uma história empolgante prometem uma temporada ótima para os fãs!

Os principais personagens da série

Peter Petrelli
A princípio, um auxiliar de enfermagem, que percebe ter sonhos com o futuro. Após descobrir que seu irmão voava, passa a voar também. E com o passar do tempo, descobrimos que ele tem um poder chamado de “mimetismo”, no qual ele copia o poder da pessoa que ele se aproxima, mas precisa aprender a usá-lo. Na primeira temporada, vemos que ele é incumbido de “salvar a cheerleader e o mundo”, mas ele era também a bomba que explodiria Nova Iorque, mas seu irmão o leva para o alto, fazendo com que ele exploda nos céus. Na segunda temporada, o encontramos na Irlanda, sem memórias. Mas depois isso é explicado, e ele será muito importante para, mais uma vez, salvar o mundo.

Peter
Milo Ventimiglia vive Peter Petrelli

Claire Bennet
Uma jovem de 16 anos que vive no Texas. Ela era apenas uma estudante, e cheerleader em seu colégio. Mas ela possuía o poder de regeneração espontânea, ou seja, curar ferimentos (seja ele qual for) instantaneamente. Ela é a cheereleader que deve ser salva, para poderem salvar o mundo. Apesar de pintar um clima entre ela e Peter, depois descobrimos que eles são parentes… próximos.

Claire
Hayden Panettiere vive Claire Bennet

Nathan Petrelli
Irmão de Peter, ele era um político bem sucedido, até descobrir que podia voar. Ele passa a tentar fazer com que Peter pare com a mania de querer salvar a cheerleader, pois ele era controlado por sua mãe e um homem chamado Linderman, que queriam explodir Nova Iorque usando… Peter! Mas no fim, ele acaba salvando a cidade, levando seu irmão para o alto e o fazendo explodir lá. Também descobrimos que ele é o verdadeiro pai de Claire. Na segunda temporada, ele é importante para evitar a ploriferaçaõ do vírus Shanti, que dizimaria a humanidade.

Nathan
Adrian Pasdar vive Nathan Petrelli

Gabriel Gray (ou Sylar)
Filho de um relojoeiro, ele era uma pessoa muito boa. Até descobrir que ele tinha poderes. Seu poder é a aptidão intuitiva. Ele consegue ver e entender como as coisas funcionam, desde um simples mecanismo de relógio até o cérebro de uma pessoa. Grande vilão da série, ele mata diversas pessoas com poder para adquirir a maior quantidade de poderes que ele pode. Mas com o passar do tempo, descobrimos muitas coisas sobre ele… uma mais surpreendente que a outra.

Sylar
Zachary Quinto vive Sylar

Noah Bennet
Nunca se sabe o que ou quem exatamente Mr. Bennet é. Sabemos que ele trabalha na Prymatech Paper, empresa de fachada para esconder a Compania. Ele é o pai adotivo de Claire, a qual ele protege com sua própria vida se for necessário. Não só ela, como toda sua família. Um dia, ele se rebela contra a Compania e passa a agir nas sombras para acabar com ela.

Mr. Bennet
Jack Coleman vive Noah Bennet

Niki/Jessica Sanders
Um caso a parte nessa série, conhecemos primeiramente Niki Sanders, uma pacata mãe de família, que tenta a todo custo proteger seu filho. Mas ela possui uma outra personalidade: a de sua irmã, Jessica. Seu poder é a super força, que lhe auxilia em seu outro “trabalho”: assassina. A briga entre as duas para quem assumirá o controle da mente é ferrenha, e no fim das contas, temos um trágico desfecho.

Niki e Jessica
Ali Larter vive Niki e Jessica Sanders… e mais…

Mohinder Suresh
Um geneticista indiano que prossegue com os estudos de seu falecido pai sobre pessoas com poderes. Ele tenta a todo custo encontrar um meio de salvar essas pessoas e lhes retirar os poderes. Mas esse caminho o leva a trabalhar para a Compania algum tempo depois da explosão de Peter. E a coisa fica ainda pior após um tempo…

Mohinder
Sendhil Ramamurthy vive Mohinder Suresh

Hiro Nakamura
Ele era um programador na empresa de seu pai, e tinha o sonho de ser um herói. Um dia ele descobre que tem o poder de controlar e manipular o continuum espaço/tempo, e passa a fazer viagens temporais. Numa delas, descobre o trágico futuro de Nova Iorque e, após ser avisado pelo seu futuro eu (o mesmo que avisa Peter), passa a procurar Peter, juntamente com seu amigo Ando, para o ajudar a salvar a cheerleader, para poderem salvar o mundo. Após os eventos da explosão, ele volta ao passado, onde conhece seu herói Takezo Kensei, e descobre que ele não é tão heróico assim.

Hiro
Masi Oka vive Hiro Nakamura

Matt Parkman
Policial mal pago (qual a novidade nisso?), descobre que consegue ler a mente das pessoas. Numa dessas, descobre que sua mulher o traiu e fica perturbado. Ele salva uma garota, chamada Molly, e passa a protegê-la. Após os eventos de Nova Iorque, ele e Mohinder passam a cuidar dela no apartamento de Mohinder. E Matt busca, juntamente com Nathan, a pessoa que assassinou Kaito Nakaruma, o pai de Hiro. E descobre que seu pai também é da Compania. Além de novos poderes. Ele é peça importante para evitar a dizimação da humanidade pelo vírus Shanti.

Parkman
Greg Grunberg vive Matt Parman

Adam Monroe/Takezo Kensei
No passado, ele era conhecido como Takezo Kensei, o herói das histórias que Hiro sempre ouvia quando criança. Após ter seu amor traído por Hiro durante uma das viagens temporais dele, ele se torna uma pessoa má. após mais de 400 anos, ele volta e ajuda a criar a Compania. Mas seus planos são bem maiores do que isso.

Adam/Kensei
David Anders vive Adam Monroe/Takezo Kensei

Alguns outros personagens

Molly Walker
Garota que tem o poder de encontrar outras pessoas com poderes.

Angela Petrelli
Mãe de Peter e Nathan. Trabalha na Compania, e guarda segredos. Até demais.

Micah Sanders
Filho de Niki, ele tem o poder de falar com máquinas.

D.L. Hawkins
Ele é o pai de Micah, e tem o poder de intangibilidade.

Elle Bishop
Filha de Bob, outra das pessoas por trás da Compania. Ela possui o poder de manipular eletrecidade.

Maya Herrera
Ela vivia na República Dominicana, e possui o poder de envenenamento.

Existem muitos outros, que fariam o post ficar maior do que já vai ficar. Então, procurem mais informações sobre os personagens por aí!

A Compania

Não é possível se ter certeza se eles são bons ou ruins. São eles que perseguem (de certa forma) as pessoas com poder. Mas nunca temos uma idéia certa do porque eles fazem isso. Angela Petrelli, Bob Bishop, Daniel Linderman, Mauri Parkman, Adam Monroe e outros a criaram na década de 70. E até hoje ela prossegue viva.

O futuro da série

A partir daqui, ainda mais spoilers…

Com o início da terceira temporada, vemos quem atirou em Nathan ao final da segunda temporada. Ele sobrevive, e passa a ser visitado por Linderman, mas apenas ele o consegue ver. Peter visita o futuro com o Peter do futuro, e descobre que, mais uma vez, ele precisará salvar o mundo. Mas a um custo que não esperava. Somos apresentados a Tracy Strauss. Ela é idêntica a Niki e Jessica. O que isso significaria? Também conhecemos Daphne, uma garota super veloz que passa a infernizar a vida de Hiro e Ando. E muitas outras surpresas aguardam os fãs da série!

Enfim, isso é o que eu consigo falas sobre essa incrível série.

Now listening: Trail of Broken Hearts – Dragonforce





Minha vida com meu Plymouth Fury (ou Christine, o Carro Assassino)

14 10 2008

Stephen King merece um post só pra ele aqui um dia desses. Mas antes disso, preciso ter lido mais do que 3 livros dele, concordam comigo?

Stephen King
O autor

Mas hoje, vamos falar do último livro dele que eu li: Christine.
Bom, eu só tinha visto (e adorado) o filme baseado no livro.
Mal sabia eu que após ler o livro, acharia o filme fraquíssimo.

A história se passa em Libertyville (aparentemente, subúrbio de Pittsbburgh), na Pennsylvania, EUA, entre 1978 e 1979. Somos introduzidos aos primeiros personagens dessa história: Arnie Cunningham e Dennis Guilder. Amigos desde a infância, Arnie e Dennis sempre estiveram juntos. Arnie, o típico nerd: óculos, cara cheia de espinhas (no filme não é bem assim…) e alvo de gozações no colégio. Dennis sempre o protegera, desde a infância. E assim continuou no colégio.
Num belo dia, quando ambos estavam voltando do trabalho no carro de Dennis, Arnie vê uma coisa e pede pra ele voltar. Quando Dennis vê do que se tratava, crê que aquilo tudo era mais uma das piadas de Arnie (sempre muito piadista quando ambos passavam seus dias juntos). Mas dessa vez não era. Um Plymouth Fury 1958, caindo aos pedaços (literalmente). O carro se encontrava, com uma placa de “vende-se” no jardim da casa de Roland D. LeBay, um velho veterano do Exército. Inicialmente relutante, LeBay resolve vender seu carro (que ele insistia em chamar de Christine) ao jovem Arnie. Era o começo do pesadelo.

Christine
Christine, saindo da linha de montagem

Ele compra Christine e passa a recuperar o carro, de forma milagrosa devido ao estado que ele (ou ela?) se encontrava. Um tempo após isso, Arnie começa a mudar sua personalidade. Mas não nos damos conta de como isso pode ser perigoso pra todos à sua volta (seus pais, Michael e Regina, seu amigo Dennis e, logo após, sua namorada, Leigh Calbot). Ou melhor: pra qualquer pessoa que se coloque no caminho entre Arnie e Christine.

Não adianta eu falar muito sobre o livro, pois quem se interessar em ler vai perder grande parte do tesão (o filme e o livro são absolutamente diferentes em vários aspectos). Mas posso dizer que, do começo ao fim, o livro lhe deixa com medo do carro. Medo o suficiente pra pensar duas vezes em colocar um carro em primeiro lugar em sua vida.

O Filme

Os personagens estão lá: Christine, Arnie, Dennis, Leigh… mas o filme não tem nem a metade da força atrativa que o livro possui. Mesmo os personagens parecem ser tirados de outro lugar, que não esse livro. Exceto Christine, que consegue apavorar até mesmo na tela.

Enfim… recomendo ambos, mas primeiro assista o filme, e depois deleite-se com o livro. Ou você xingará eternamente o filme desde o começo.

Now listening: I’m Not Dog No – Falcão